segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Você precisava saber


Ainda tenho esperanças de que você venha falar comigo quando vejo você online no MSN. Hoje quando te vi, me senti como se estivesse olhando para um palhaço. Não sabia se ficava feliz ou com medo. Não sabia se corria e te abraçava ou fugia.

Não fiz nada disso. Passei reto como se eu não tivesse te visto e não me importasse com você. Acho que fiz a coisa certa porque você nunca me mereceu e nunca serviu pra nada além de me dar inpiração para escrever os textos mais cheios de sofrimento e paixão que eu poderia escrever.

Você nem me queria mas não deixava eu te esquecer. Sabia que eu não conseguiria resistir.

Eu não sei o que eu vi em você. Não foram seus olhos, seu cabelo, seu jeitinho tímido e engraçado. Não foi seu sorriso ou sua atitude de idiota. Me apaixonei por todas as suas qualidades e seus defeitos juntos. E coninuei apaixonada porque eu não te via como você realmente era, te via do jeito que eu queria te ver.

Deixei você pegar meu coração e cortá-lo em picadinhos sem nem reclamar. Você foi o primeiro menino por quem derramei uma lágrima. Foi o primeiro a me usar e me deixar no estado em que fiquei. Acabada, vazia e sem coração.

Você prometeu devovolver meu coração e assim o fez. E ou meu coração é muito mazoquista e adora sofrer, ou você ficou com um pedacinho dele que eu preciso recuperar.

E eu me odeio por ainda não ter conseguido tirar você da minha cabeça. Por ainda não conseguir parar de sonhar com você e nos imaginar juntos. Por ter deixado você fazer o que fez comigo.

Por um dia ter te amado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário