segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Ele sabia que seria feliz

Quando comunicou à família não pensou nas consequências do seua ato.
Ninguém falou nada, o silêncio era assustador. Um a um foram deixando a sala, e ele ficou ali parado sem saber o que fazer. Se ele mesmo não estava bem com o tal fato, como a sua família poderia ficar?

Sei que às vezes fazemos coisas das quais não nos orgulhamos, mas está feito. Felizmente algumas poucas vezes podemos voltar atrás, desfazer o erro. Ainda ficam as lembranças que são levadas com o tempo, com o vento. Infelizmente, esse não é o meu caso.


O assunto viraria um assunto morto em alguns dias. Com certeza a raiva passaria. Mas ainda havia uma certa insegurança dentro dele. Estaria ele fazendo certo? A aprovação da família é muito importante.

A viagem que era para ser simples se tornou algo mais. As brigas de religião, dinheiro e família nunca importaram para ele. Gastar dinheiro com algo - ou alguém - que ama é sempre bom.


E quando aquele círculo dourado entrou no dedo dele, seoube que seria feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário